Facebook Blog - Fiquemforma

Uma garrafa de vinho equivale a 9 km de corrida em bom ritmo.

É normal entre praticantes de exercício físico o consumo moderado de bebidas alcoólicas. Porém é importante perceber que existe uma fronteira muito ténue entre o consumo moderado e o consumo excessivo. Não é a mesma coisa beber um copo de vinho numa das refeições, todos os dias e beber uma garrafa de vinho, ou o equivalente em termos de volume alcoólico, num dia da semana. Só para ter uma ideia uma garrafa de vinho em termos calóricos é equivalente a 9 km de corrida num atleta bem preparado que role a 5 minutos por quilómetro, com uma frequência cardíaca a rondar os 140 batimentos por minuto.
O álcool em excesso atrapalha o desempenho físico por um lado e a definição por outro.

Qual é o peso calórico das bebidas alcoólicas?

Existem calorias que são necessárias e existem calorias que não nos fazem falta nenhuma. Existe uma diferença esmagadora entre comer limpo e ingerir hidratos de carbono simples, gorduras saturadas e álcool.

1 grama de álcool é equivalente a 7 Kcal.

A distribuição calórica padrão dos alimentos ingeridos diariamente deve ser a seguinte:
– 50 a 60% de hidratos de carbono
– 10 a 15% de proteínas
– 20 a 25% de lípidos
O álcool também tem o seu contributo energético, contudo, não pode ser considerado como nutriente, pois não funciona como tal, é um diurético.

O álcool tem uma elevada quantidade de açúcar e a sua ingestão leva a uma desidratação progressiva à medida que é ingerido.

Festa, convívio, calorias, saúdeQuando calculamos a quantidade de calorias do regime alimentar devemos sempre considerar o contributo que o álcool tem.A título de exemplo, em média, um copo de vinho (cerca de 100 ml) com 12% de volume alcoolico fornece cerca de 76 kcal. Na imagem em baixo estão outros exemplos.

Está num programa de redução de peso e bebe álcool?

Temos defendido sempre que quem está num programa de redução de peso deve pura e simplesmente eliminar o consumo de bebidas alcoólicas. Quanto maior for o volume alcoólico da bebida maior é o valor calórico. O consumo de álcool aumenta a produção de cortisol no organismo o que dificulta o desaparecimento da gordura em torno da parede abdominal e em toda a cintura.
É sabido então que se não ingerir bebidas alcoólicas o seu organismo vai ficar mais eficiente no que diz respeito à utilização de gorduras como substrato energéctico, o que fará diferença quer em termos de performance quer em termos estéticos.

 Consequências negativas do consumo de álcool:

– Prejudica o funcionamento do coração.
– Afecta a circulação sanguínea.
– Cria as condições para que a flacidez se instale, principalmente na zona da barriga, visto que o álcool desidrata a pele. Quando este fenómeno ocorre, as células subcutâneas são afectadas. Não é por acaso que todos já ouvimos falar na famosa barriga de cerveja.
– Aumento da presença de radicais livres no organismo.
Estes elementos quando estão presentes em excesso no organismo aumentam as possibilidades de desenvolvimento de diversos tipos de doenças, visto que podem atrapalhar diversas funções do organismo. Os radicais livres têm a capacidade de destruir as células boas e criam dificuldades no combate a agentes nocivos ao organismo.
– Menos álcool, menos cortisol, menos stress.

Sabendo que o álcool está relacionado com a produção de cortisol e este com a ansiedade e o stress, o consumo de álcool levará também a um aumento de stress orgânico mas também mental e emocional. Todos sabemos quais são as sensações que ocorrem no fim de “uma noite de copos”. De uma maneira geral há uma perda de função do organismo, há um aumento do ritmo cardíaco, da pressão arterial, da desidratação, enfim, tudo coisas de que efectivamente não nos fazem bem e não precisamos. No dia seguinte vem a famosa ressaca que não é nem mais nem menos que a manifestação da fragilidade do organismo em consequência da intoxicação alcoólica do dia anterior.
Existe sempre o risco de dependência. São muitas as pessoas que começaram a beber entre amigos, num consumo ocasional, passando a consumo de fim de semana e depois acabaram por aumentar o número de intoxicações alcoólicas até mesmo durante a semana.

Na Fiquemforma acreditamos na moderação. É possível beber um copo de vinho às refeições e pontualmente beber um pouco mais que um copo, entre amigos, contudo não devemos entrar em excessos pelas razões apresentadas ao longo deste artigo. O nosso organismo não é como um balão que enche e esvazia. Apesar de sabermos que uma garrafa de vinho são aproximadamente 9 km de corrida para manter o balanço calórico equilibrado, não é por irmos correr 9 km que resolvemos completamente o problema. Mas acreditamos que compensar os disparates da alimentação e bebida com treino é fundamental para manter controlar o peso corporal.
Se em vez de fazer uma intoxicação alcoólica, todas as semanas, criar o hábito de beber apenas um copo de vinho e comer limpo para que possa realizar dois treinos durante o fim de semana vai fazer uma diferença incrível. Ora repare, se sair à noite para fazer a sua intoxicação todos os sábados fará aproximadamente 52 intoxicações por ano e não fará certamente estes 2 treinos que aqui sugerimos. Então se treinar todos os Sábados e Domingos realizará 104 treinos. Esta mudança simples tem o potencial de mudar radicalmente a sua composição corporal e a sua saúde orgânica, já para não falar da sua saúde económica.