Facebook Blog - Fiquemforma

Treina e não obtém resultados?

Este é um tema recorrente – treinar e não obter resultados. Muitas vezes as pessoas focam-se muito em factores subjectivos e não em factores objectivos, ou seja preocupam-se muito com o tipo de exercício que fazem e não propriamente com o volume, intensidade e regularidade. Há muitos caminhos para chegar aos resultados quer em termos de massa magra, quer em termos de massa gorda.
Existe uma preocupação geral acerca do tipo de exercícios, ou sobre o tipo de treino mas não existe o mesmo grau de questionamento sobre o tempo semanal que se dedica ao treino. Demos aqui no blog da Fiquemforma diversas vezes o exemplo de quantas horas tem uma semana, para podermos avaliar melhor qual a representação quantitativa que o treino tem na semana de cada praticante.

Se uma semana tem 168 horas, quantas horas por semana devemos treinar para termos resultados sustentados no tempo?

Naturalmente que vistas as coisas com objectividade fica mais fácil entender que treinar uma ou duas horas por semana estamos claramente longe de conseguir alterar a composição corporal. A referência internacional dada pelo colégio americano de medicina desportiva (ACMS) é de até 150 minutos por semana para manutenção física e 240 minutos para obter resultados. Nesse sentido e o que a experiencia nos diz é que é necessária uma estrutura regular semanal de pelo menos 4 horas de treino todas as semanas. Além do tempo dedicado ao treino temos a intensidade com que o fazemos. Temos sugerido o treino de circuito de intensidade moderada a elevada, misturando exercícios de força com exercícios cardiovasculares, para obter resultados sólidos.
Este tipo de treinos contribuem decisivamente para a queima de gordura e melhoram a aptidão física do praticante. O treino de força é benéfico, não o negamos, contudo como já alertámos noutro artigo, a musculação resulta quando a dedicação é para 6 treinos por semana com uma divisão muscular séria, com mudança de estímulo em todas as sessões de treino, quer na velocidade de execução, quer nos exercícios, quer nas cargas. Além do mais, a execução técnica é extremamente exigente, é muito comum as pessoas menos experientes cometerem erros, usando os músculos sinergistas e não o músculo que é suposto estar a ser treinado. As condicionantes são múltiplas e na Fiquemforma tentamos sempre passar a verdade para quem nos segue. A musculação resulta se treinar como um fisioculturista, se não levar a sério não vai conseguir aumentar a massa muscular o suficiente para que ela por si só seja queimadora de gorduras.

O personal trainer faz a diferença?

Naturalmente que um treinador pessoal competente dará uma orientação técnica mas sobretudo pedagógica que fará rentabilizar o seu tempo e o seu investimento. Quando o trabalho é feito com verdade não existe frustração. Na Fiquemforma acreditamos que quando os alunos estão munidos de toda a informação estão mais preparados e orientados para os resultados.

// First try loading jQuery from Google's CDN // Fall back to a local copy of jQuery if the CDN fails window.jQuery || document.write('