Facebook Blog - Fiquemforma

Regressar aos treinos após interrupção

Numa situação absolutamente excepcional para muitas pessoas, em que o treino foi interrompido ou mudado na intensidade e na regularidade a Fiquemforma continuou o seu trabalho com treino outdoor com personal trainer e sobretudo com o treino por videoconferência. Algumas das pessoas que passamos a treinar vinham dos ginásios e estavam sem treinar há algum tempo. Nesse sentido, tivemos de ter diversos cuidados para que o regresso à actividade fosse seguro.

Regresso ao treino com pesos

No caso do treino com cargas externas, após ter havido uma interrupção há a tendência para o praticante querer realizar as mesmas cargas e as mesmas séries. Jamais será uma boa solução tentar voltar a treinar da mesma forma, de repente. É fundamental que no regresso aos treinos o praticante considere uma readaptação física para evitar lesões e assim permitir que o corpo absorva o estímulo, respeitando a fisiologia. São sempre necessárias 8 semanas para podermos ver efectivamente as nossas capacidades efectivamente melhoradas. No treino não existem adaptações radicais ou repentistas, nem devemos ambicionar nunca mudanças abruptas.

Regresso ao treino com o peso do corpo

Neste caso são necessários também alguns cuidados, fundamentalmente com as articulações, uma vez que, no caso do treino com o peso do corpo, o aumento da carga faz-se com o peso corporal e convém que músculos e articulações estejam devidamente adaptados e preparados para as solicitações provocadas pelo treino.

Regresso aos treinos cardiovasculares

Relativamente aos treinos cardiovasculares, sejam eles de corrida, ciclismo ou natação, devemos também respeitar as adaptações musculares, ósseas, articulares e de todo o sistema cardio-respiratório, onde devemos garantir que não existem grandes intensidades iniciais, uma vez que também existe musculatura envolvida nos ciclos respiratórios, portanto que participam na inspiração e na expiração. Aqui a paciência é sempre uma boa opção. A totalidade dos treinos, nesta fase, devem ser treinos aeróbios, sem entrar em zonas de fadiga porque é nessas zonas que também o impacto articular é maior, expondo mais o praticante à lesão. Por outro lado, a recuperação de treinos de baixa e média intensidade é melhor que os treinos em zonas de maior intensidade.

Regresso aos treinos de alta intensidade

Nestes casos, sugerimos que sejam retomados os treinos cardiovasculares e os treinos com o peso do corpo e que sejam respeitadas as recomendações que demos, anteriormente, nessas duas dimensões. Regressar após paragem para treinos de alta intensidade é desadequado e perigoso.
Efectivamente a pandemia do corona vírus veio criar muitas mudanças na forma como as pessoas passaram a olhar para o treino. Efectivamente com o encerramento dos ginásios as pessoas começam a procurar outras soluções como o treino outdoor com personal trainer e o treino por vídeo conferencia também com personal trainer. Na Fiquemforma todos os nossos clientes já beneficiavam da plataforma de treino online, o treino outdoor e ao domicílio já fazia parte do nosso dia-a-dia. Agora são mais as pessoas que nos procuram e para nós tem sido surpreendente como é que os treinos por videoconferência podem ser uma excelente ferramenta de trabalho, garantindo a regularidade do treino.