Facebook Blog - Fiquemforma

Posso trocar os antidrepressivos pelo exercício físico?

A actividade física vigorosa é um antidepressivo natural. Hoje não existem dúvidas a esse respeito. Particularmente o treino vigoroso assume hoje um papel primordial na recuperação de casos de depressão, aliás a conjugação do exercício físico com a psicoterapia tem efeitos muito positivos nos pacientes. No nosso dia-a-dia com os clientes notamos claramente que o humor beneficia com o treino. É inclusivamente possível melhorar o rendimento do cérebro por causa do treino. Fazer Exercício Físico é sinal de inteligência. E o inverso também é verdadeiro: o treino físico melhora o desempenho Cerebral. Este benefício é explicado por Jhon Ratey, médico, professor em Harvard.

Exercício físico versus medicação

David Tomasi, professor da universidade e principal autor da pesquisa publicada na Science Daily conclui que o exercício físico pode ter um papel semelhante ao uso da medicação clássica. O estudo que sugere esta ideia é da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos. A lógica diferenciadora deste estudo incide sobretudo na abordagem do organismo como um todo, ou seja não se separa o corpo físico, do corpo mental, olha-se para o organismo humano como um só, quer no diagnóstico, quer na terapêutica. Este estudo traz muita esperança para pacientes e familiares. Há muito que se sabia que as actividades cardiovasculares davam uma forte sensação de bem-estar, contudo hoje estamos a compreender, do ponto de vista científico as razões para essa felicidade pós treino. O estudo sugere que o treino pode ter um efeito tão poderoso quanto a toma de medicação, o que significa que o exercício ser considerado como terapia para quem sofre de ansiedade, esquizofrenia e depressão.
Como já falámos noutros artigos, em abordagens fisiológicas, para que o treino possa dar resultados mensuráveis devemos considerar os seguintes parâmetros: regularidade, intensidade, capacidade física do praticante, alimentação e repouso.
A actividade física vigorosa é um antidepressivo natural. Hoje não existem dúvidas a esse respeito. Particularmente o treino vigoroso assume hoje um papel primordial na recuperação de casos de depressão, aliás a conjugação do exercício físico com a psicoterapia tem efeitos muito positivos nos pacientes. No nosso dia-a-dia com os clientes notamos claramente que o humor beneficia com o treino. É inclusivamente possível melhorar o rendimento do cérebro por causa do treino. Fazer Exercício Físico é sinal de inteligência. E o inverso também é verdadeiro: o treino físico melhora o desempenho Cerebral. Este benefício é explicado por Jhon Ratey, médico, professor em Harvard.

Como deve ser abordado o treino?

A conjugação destes factores vai ser muito útil para que o organismo se possa adaptar e alterar o seu comportamento bioquímico. O treino é uma ferramenta poderosa, não obstante, todas estas dimensões devem ser consideradas, visto que se estes parâmetros não forem tidos em conta, os efeitos podem não ser sentidos.