Facebook Blog - Fiquemforma

Exercício físico depois dos 65 anos

Chegar aos 65 anos e ser ou não ser sedentário vai fazer uma enorme diferença. Quem já está habituado a fazer exercício físico lidará melhor com o envelhecimento. A mobilidade é mais fácil, o repouso é melhor, têm menos dores, o aparelho digestivo funciona melhor e é menos provável que tenham de lidar com doenças cardiovasculares, entre outras.
Quem chega aos 65 anos sedentário tem um enorme desafio pela frente, o da qualidade de vida. Hoje é possível viver até aos 80 anos ou até mais, portanto, a ciência trouxe a hipótese da longevidade, porém a forma como são vividos esses anos é que deve ser considerada e muito há a fazer nesse campo.

Que actividades priviligiar depois dos 65 anos?

Dentro do espectro da actividade física existem múltiplas possibilidades. A definição clássica da actividade física tem sempre uma componente fisiológica, visto que considera sempre que são necessários 2/3 do envolvimento do tecido muscular para poder ser considerada actividade física.Portanto a actividade física pode ser caminhar, pedalar, trabalhar, exercício físico estruturado. O exercício pode ser realizado no seio familiar ou comunitário. Existem múltiplos benefícios mantendo o critério dos 2/3 do envolvimento da massa muscular tendo em vista a capacidade cardiorespiratória, a saúde óssea, a mobilidade articular, saúde do cérebro e a regulação do humor.

Actividades cardiovasculares

A conjugação das actividades cardiovasculares como a caminhada, corrida, natação, ciclismo são perfeitamente adequadas e devem ser realizadas tendo em conta a condição física individual. No caso do ciclismo de estrada é necessário ter alguma prudência e escolher um local seguro. Todas estas actividades vão permitir manter as funções cardiovasculares saudáveis o que é altamente benéfico. A regulação da pressão arterial, da glicémia, do batimento cardíaco, a mineralização óssea são benefícios que pode obter directamente com o desenvolvimento sistemático de qualquer uma das actividades enumeradas.

Treino de força

O treino de força é o que lhe vai permitir manter as actividades cardiovasculares salvaguardando a saúde articular. Através da força pode garantir o bom estado físico para que possa manter e evoluir na sua prática, prevenindo o risco de lesões. O treino de força pode passar pela musculação, treino funcional, trx, treino com elásticos, treino com o peso do corpo, yoga, pilates, entre outras actividades.